Skip to main content

Saber qual a margem de lucro dos produtos que você vende é fundamental para elaborar a estratégia da sua loja, reinvestir e poder fazer com que o seu e-commerce cresça de forma sustentável

Quando tratamos da margem de lucro de um produto, estamos tratando, justamente, do valor de venda dele e, desse valor, o quanto deve ser adicionado para que a sua empresa possa ter recurso suficiente para continuar a existir, a se desenvolver e crescer.

A margem de lucro é de onde sai o dinheiro que você usa para fazer a compra de novos produtos e para que a sua empresa possa se expandir e, por conta disso, é fundamental que no momento de fazer o cálculo você tenha em vista quais são os seus custos reais de operação, já que tudo influenciará, por fim, em sua precificação.

Hoje vamos esmiuçar tudo sobre o que é e qual o impacto que o cálculo correto da margem traz para a administração da sua empresa!

Quer saber mais sobre como impulsionar o seu negócio e ter sucesso em vendas? Conheça o modelo dropshipping – a venda sem estoque – e comece hoje mesmo a sua loja virtual!

O que é a margem de lucro?

A margem de lucro é um valor que deve ser adicionado aos custos de um produto ou de um serviço no momento em que fazemos a sua precificação.

Na prática, ela define qual o valor exato que a empresa terá de lucro em cada operação que fizer, seja uma venda, um atendimento ou uma prestação de serviço.

Esse lucro, no entanto, não pode ser apenas o que “sobra” entre despesa e receita. Ele deve ser projetado já no valor que se cobra de um produto ou no momento em que se presta um serviço, sendo pago, portanto, pelo seu cliente. 

Assim, podemos compreender a margem de lucro como integrante da formação de um preço, e esse valor pode ser utilizado para que a empresa possa fazer seu reinvestimento. 

Saiba mais: Marketing Para E-Commerce: 5 Estratégias Para O Sucesso

margem de lucro com calcular

Como calcular a margem de lucro?

O cálculo da margem de lucro pode ser feito da seguinte forma:

  • Soma-se o faturamento total da sua empresa em um determinado período;
  • Desconta-se desse valor tudo aquilo que foi gasto para que o faturamento fosse alcançado.

De acordo com essas informações é possível saber qual a situação da sua empresa e, a partir desse resultado, precificar de forma mais ajustada o seu produto.

Para que possamos ilustrar isso, vamos analisar um caso fictício:

  • Uma loja vende um moletom a R$ 89,90. No entanto, seus custos são:
    • Moletom: R$ 39,90;
    • Subsídio de frete: R$ 10,00;
    • Impostos: R$ 5,82;
    • Custos administrativos: R$ 9,73.

* Sendo custos administrativos tudo aquilo que se gasta para a operacionalização da loja, como salários, mensalidades diversas, caixa de transporte e qualquer outro valor que incida sobre a venda. Tudo isso deve ser somado e dividido pela quantidade de vendas, mês a mês.

Assim, temos enquanto receita o valor de R$ 89,90 e R$ 65,45 de despesas, resultando em R$ 24,45 de lucro líquido, o que acaba por não financiar uma outra peça de R$ 39,90 para a venda.

Assim, é importante que se suba o valor de venda para que, pelo menos, a cada vez que vendermos um produto, possamos comprar outro de igual valor para continuarmos a fazer a nossa loja existir e, ainda, ter um lucro para continuar a sua expansão.

Saiba mais: Produtos Para Dropshipping: Os Melhores Dos Principais Nichos!

Divisões da Margem de Lucro

A margem de lucro, conforme vimos acima, é determinada por diversos fatores que precisamos conhecer e esmiuçar para que possamos chegar ao preço justo do nosso produto, que possa favorecer nossos rendimentos e, ainda, que possa ser competitivo no mercado.

Veja, a seguir, quais são esses critérios essenciais para a precificação correta e, consequentemente, para a venda mais lucrativa. 

Custo

O custo engloba tudo aquilo que a sua empresa gasta para vender um produto. É o preço do produto em si, que precisa ser adquirido para ser vendido, algum subsídio em relação ao custo do frete para o consumidor, impostos e custos operacionais.

Desse valor de custos operacionais são calculadas mensalidades que a sua empresa pague, custos salários, contador, aluguéis, contratos… enfim, tudo aquilo que faz com que a sua empresa exista e possa gerar lucro através de suas vendas.

Para além disso, o custo é também um termômetro da sua empresa, pois também está relacionado aos investimentos que você faz para que ela exista.

Por exemplo: o custo de um equipamento melhor para trabalhar, a contratação de um novo profissional, dentre outros.

Preço de venda

O preço de venda é o preço de etiqueta do seu produto, ou o valor que o seu consumidor paga para tê-lo consigo.

É essencial que o preço de venda seja maior do que o custo e ainda gere margem, a fim de que a empresa possa financiar seu crescimento de forma sustentável.

Lucro

O lucro é a diferença entre o preço de venda e o custo. Vale lembrar que a sua empresa deve ter sempre lucro suficiente para pagar suas despesas e, ainda, ter uma margem para que possa crescer.

Outro aspecto do lucro é que ele deve ser calculado antes mesmo que você comece a trabalhar com um novo produto, a fim de precificá-lo corretamente desde a sua primeira venda.

margem de lucro tipos

Quais são os tipos de margem de lucro?

A margem de lucro pode ter diferentes interpretações. Conheça-as:

Margem de lucro bruto

A margem de lucro bruto é a fonte de dados que nos permitem analisar se as estratégias adotadas pela empresa para a precificação são adequadas, bem como se há impacto dos custos dos produtos ou dos serviços prestados no resultado da empresa. 

Essa metodologia nos permite analisar se as decisões tomadas pela gestão da empresa levam ou não à necessidade de se reduzir custos de produtos, ou mesmo de aumentá-los.

Para chegar ao valor da margem de lucro bruto aplica-se a seguinte formulação:

Margem de Lucro Bruto = Lucro Bruto / Receita Bruta

Margem de lucro operacional

A margem de lucro operacional, da mesma forma que a margem de lucro bruto, é calculada a partir da divisão do lucro da operação pela receita bruta, a partir da seguinte operação:

Margem de Lucro Operacional = Lucro Operacional/Receita Bruta

O indicador de lucro operacional é útil para que se possa analisar qual o impacto real das despesas da sua empresa, que não são necessariamente ligadas nem à produção e nem à execução dos serviços, no valor que é tido como lucro do empreendimento.

Quanto maior for a diferença entre o custo da operação e a receita bruta, melhor será para a empresa em si e quando esse valor se estreitar, é hora de rever os custos de forma geral do negócio, verificando onde e como é possível fazer cortes de orçamento.

Saiba mais: Como Fazer Foto Para E-Commerce: 10 Dicas E Melhor Resolução

Margem de lucro líquido

A margem de lucro líquido visa buscar qual o valor de lucro total de uma empresa, e é exatamente aquele cálculo que apresentamos anteriormente, enquanto exemplo, nesse texto. 

Quanto maior a margem de lucro líquido que uma empresa apresenta, melhor é o indicativo de saúde financeira, bem como de que o empreendimento está apto para crescer e se expandir. 

Já quando a margem de lucro líquido é baixa, avistamos problemas, visto que esse é um indicador que pode apontar que decisões erradas foram tomadas pela gestão, ou mesmo que a precificação foi feita de forma incorreta. 

Outros pontos como baixa demanda ou sazonalidade também podem impactar nesse valor, exigindo cuidado da sua gestão. 

Para chegar ao valor da margem de lucro líquido, aplica-se a seguinte formulação:

Margem de Lucro = Lucro Líquido / Receita Bruta

como descobrir margem de lucro

Como descobrir se a sua margem de lucro é boa?

A margem de lucro é boa quando ela pode suprir as demandas da sua empresa sem afetar o seu potencial de geração de resultados e crescimento. 

Por conta disso é que frisamos que ela está ligada intimamente tanto à sua gestão quanto à sua precificação, sendo resultado da estratégia aplicada a essas duas questões da sua empresa. 

Assim, é fundamental que a gestão observe de forma bastante rigorosa a dinâmica dessas relações entre preço, demanda e gastos, e sempre seja rigorosa com a forma como o dinheiro é aplicado, sobretudo porque é disso que depende o seu crescimento a curto, médio e longo prazo.

O que fazer se a margem de lucro não estiver no patamar ideal?

A gente sabe que mesmo com muito controle e sendo sempre muito rigoroso em relação à precificação nem sempre as coisas saem conforme o planejado e, nessas horas, é essencial que saibamos o que fazer.

Quando a margem de lucro não estiver alcançando os valores desejados e necessários para a empresa, temos algumas sugestões sobre o que fazer para que o negócio possa se recuperar e voltar a gerar resultados:

Saiba mais: Como Vender No Marketplace: 10 Dicas Práticas Para Começar!

Negociação de dívidas

As dívidas de uma empresa podem consumir rapidamente a margem de lucro e, por conta disso, é indispensável que, ao menor sinal de redução de resultados, você possa ter uma conversa franca com o gestor da sua conta bancária ou, ainda, com quem está gerindo a sua dívida.

Nessa hora, como o risco de inadimplência tende a se elevar, é necessário ter um plano de ação bem realista em relação à possibilidade de a empresa bancar os pagamentos das parcelas das dívidas e, sobretudo, mantê-lo em dia.

Depois, tendo essa documentação já preparada, é hora de apresentá-la ao credor e falar exatamente quais são as possibilidades de a empresa continuar a fazer os pagamentos.

Isso, por si só, já depõe a favor do seu negócio, abrindo um precedente importante junto ao credor, que certamente irá buscar por uma forma de contribuir com a sua recuperação financeira. 

Projeção de caixa

A projeção de fluxo de caixa é uma estimativa do que haverá tanto em entrada quanto em saída em uma empresa, baseando-se em informações de ciclos passados e de expectativas em relação ao futuro. 

Essa é uma forma de planejar os próximos passos que uma empresa pode dar em relação ao seu fluxo de caixa, melhorando a sua experiência de gestão financeira e seus resultados.

Além disso, a projeção do fluxo de caixa também é determinante para o planejamento de compras, contratação de colaboradores e demais projetos que a empresa possa ter em relação à sua expansão.

Em outra medida, a projeção de fluxo de caixa também permite que seja feito um melhor planejamento financeiro, a fim de fazer com que a empresa possa se recuperar, se replanejar e conseguir, por fim, instaurar procedimentos que assegurem uma maior estabilidade e longevidade.

margem de lucro priorização de dividas

Priorização de pagamento de dívidas

Quando a sua empresa enfrenta problemas relacionados à margem de lucro baixa, é fundamental que sejam priorizadas, para além de investimentos ou compras, o pagamento de credores e fornecedores, que são aqueles que, por fim, permitem o funcionamento adequado do empreendimento. 

É necessário lembrar que por mais que haja a necessidade de fazer investimentos sim, é mais importante que a empresa possa se manter com produtos e serviços em pleno funcionamento, sendo, portanto, fundamental levar o devido pagamento aos seus fornecedores. 

Para além disso, isso preserva a imagem de boa pagadora, enquanto abre margem para o corte de outros gastos e excedentes que podem levar para a sua empresa mais recursos para a manutenção da sua margem de lucro. 

Saiba mais: As Melhores Plataformas De E-Commerce [+ Funcionalidades]

Reestruturação de gastos

Reestruturar gastos e melhorar a gestão financeira da sua empresa é um dos fatores mais determinantes para a restauração da sua margem de lucro.

É necessário compreender que boa parte dos gastos gerados por uma empresa são resultantes de passos mal dados e mal projetados, que não observaram as necessidades, possibilidades e a realidade da empresa.

Diante disso, é fundamental que se possa avaliar o que é realmente necessário para o dia a dia da empresa, o que é dispensável e o que pode ser reestruturado, melhorando, com isso, a margem de lucro. 

Saiba mais: Como Montar Um E-Commerce Do ZERO [9 Etapas Simples]

Conclusão

A margem de lucro é fundamental para uma empresa e é a partir desse resultado que se torna possível avaliar a saúde de uma empresa.

É importante verificar e sempre manter a margem de lucro de cada um dos produtos vendidos ou de cada um dos serviços prestados para que a empresa possa se manter ativa, podendo realizar investimentos e melhorias, sem comprometer sua capacidade de pagamento de dívidas e demais despesas. 

Veja como a Vendaecia ajuda você a realizar o sonho de vender pela internet. Conheça agora o serviço de venda sem estoque e tire seu negócio do papel de forma mais rápida!

Marcelo Paiva

Author Marcelo Paiva

Diretor de Operações - Vendaecia | Diretor ABComm | Agente E-Commerce Brasil | Co Fundador da Afinz Venda+

More posts by Marcelo Paiva

Comente aqui

Open chat
Estamos Online!